BID e EUA mobilizarão até US$ 10 bilhões em projetos na América Latina

Por EFE
26 de Septiembre de 2019
Actualizado: 26 de Septiembre de 2019

Washington, 26 set (EFE)- O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Corporação Privada dos Investimentos Estrangeiros dos EUA (Opic) assinaram nesta quinta-feira um memorando de entendimento pelo qual se comprometem a investir US$ 3 bilhões para projetos de desenvolvimento na América Latina nos próximos cinco anos.

O pacto foi selado pelos respectivos presidentes, Luis Alberto Moreno e David Bohigian, em meio às comemorações pelo 60º aniversário do BID e inclui a opção de aumentar a contribuição conjunta para US$ 5 bilhões.

Além disso, a agência americana e o BID Invest, braço para o setor privado da organização multilateral, prometeram catalisar capital adicional do setor privado para um investimento total de US$ 6 bilhões a US$ 10 bilhões.

Bohigian ressaltou que “as vastas necessidades da América Latina exigem pensamento inovador”, e por isso a colaboração do BID Invest ajudaria a promover um modelo liderado pelo setor privado que leve prosperidade e estabilidade à região.

Por sua vez, James Scriven, diretor-gerente do BID Invest, destacou “a importância de contar com parceiros sólidos como a Opic para atrair de maneira conjunta investidores privados e multiplicar nosso impacto”.

Os fundos serão concentrados no setor de infraestrutura, especialmente nas áreas de transporte, energia, água, e educação e saúde, e serão preferenciais para negócios dirigidos por ou que ofereçam produtos para empoderar as mulheres.

A região atualmente investe apenas 3,5% de seu PIB em projetos de infraestrutura, quando os cálculos do banco multilateral estimam que, para conseguir o nível de desenvolvimento adequado, seria necessário um investimento de 5% ou 6%, o que representa uma lacuna equivalente a US$ 150 bilhões ao longo dos próximos anos.

Os festejos pelo 60º aniversário do BID começaram nesta quinta-feira com a realização de uma cúpula empresarial da qual participaram, entre outros, o venezuelano-americano Rafael Reif, presidente do Massachusetts Institute of Technology (MIT); Veronica Scotti, responsável pelas soluções públicas da seguradora Swiss Re; e Guadalupe Phillips, conselheira delegada do grupo mexicano Empresas ICA.

Done a The Epoch Times

Cómo puede usted ayudarnos a seguir informando

¿Por qué necesitamos su ayuda para financiar nuestra cobertura informativa en Estados Unidos y en todo el mundo? Porque somos una organización de noticias independiente, libre de la influencia de cualquier gobierno, corporación o partido político. Desde el día que empezamos, hemos enfrentado presiones para silenciarnos, sobre todo del Partido Comunista Chino. Pero no nos doblegaremos. Dependemos de su generosa contribución para seguir ejerciendo un periodismo tradicional. Juntos, podemos seguir difundiendo la verdad.

TE RECOMENDAMOS