Bolsonaro diz orar para que Brasil “não flerte mais com o socialismo”

Declaração foi dada durante a abertura da nova fase da Operação Acolhida
Por Michael Caceres, Gospel Prime
03 de Octubre de 2019 3:33 PM Actualizado: 03 de Octubre de 2019 3:33 PM

Em seu discurso sobre nova fase da Operação Acolhida, que promove assistência a refugiados venezuelanos que migram para o Brasil, nesta quarta-feira (2), o presidente Jair Bolsonaro disse orar para que Brasil não flerte mais com o socialismo.

“Brasil, peço a Deus. Não flerte mais com o socialismo”, declarou o presidente da República durante o discurso.

Ele afirmou ainda que é preciso colaborar para que outros países não vivam o que vive “nosso querido povo venezuelano”.

O presidente aproveitou para destacar alguns valores da liberdade democrática, destacando que a Venezuela é “a prova viva” de que as Forças Armadas decidem se haverá ou não “liberdade e democracia”. “Quem mantém a ditadura venezuelana são as suas forças armadas”, disse.

Bolsonaro também lembrou a luta militar contra a implantação de um regime comunista no Brasil, nos anos de 1964 a 1985, declarando que resgatou a “honra de um grande coronel do Exército”, em referência a Carlos Alberto Brilhante Ustra.

Done a The Epoch Times

Cómo puede usted ayudarnos a seguir informando

¿Por qué necesitamos su ayuda para financiar nuestra cobertura informativa en Estados Unidos y en todo el mundo? Porque somos una organización de noticias independiente, libre de la influencia de cualquier gobierno, corporación o partido político. Desde el día que empezamos, hemos enfrentado presiones para silenciarnos, sobre todo del Partido Comunista Chino. Pero no nos doblegaremos. Dependemos de su generosa contribución para seguir ejerciendo un periodismo tradicional. Juntos, podemos seguir difundiendo la verdad.