Bolsonaro passa por exames médicos para investigar ‘possível câncer de pele’

Por EFE
11 de Diciembre de 2019 10:57 PM Actualizado: 11 de Diciembre de 2019 10:57 PM

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse quarta-feira que passou por exames médicos e foi submetido a um procedimento dermatológico em um hospital militar em Brasília para verificar se ele sofre de um “possível câncer de pele”.

Em declarações a jornalistas que chegaram ao Palácio de la Alvorada, sua residência oficial, o presidente, que usava uma cura na orelha esquerda, relatou a possibilidade de sofrer da doença.

“Existe um possível câncer de pele. Tenho a pele clara, pesquei muito ao longo da minha vida, gosto muito. Portanto, existe a possibilidade de câncer de pele”, disse Bolsonaro, que completará um ano no poder no próximo dia 1º de janeiro.

O líder da extrema direita explicou que os médicos do Hospital da Força Aérea Brasileira em Brasília removeram uma pinta e que ele não sabe se agora realizarão uma biópsia.

“Eu dormi, estava tão cansado que deitei no sofá e dormi”, disse ele.

O governante disse que está bem e confirmou que sua agenda para os próximos dias, que inclui algumas viagens a outros estados do país, permanece.

“Tudo quieto”, disse ele.

Antes do aparecimento de Bolsonaro, o Ministério da Comunicação havia informado em nota que o presidente havia ido ao Hospital da Força Aérea Brasileira para “uma consulta de rotina, já agendada, com a realização de exames de rotina”.

“O presidente está em boas condições de saúde”, disse a nota.

Bolsonaro, 64 anos, passou por quatro operações cirúrgicas desde que, em setembro do ano passado, recebeu uma facada no abdômen durante um ato eleitoral no estado de Minas Gerais (sudeste), em plena campanha pelas eleições presidenciais que ele venceria um mês depois.

A última intervenção foi em setembro deste ano, quando ele ficou internado nove dias em São Paulo para ser operado por hérnia.

*******************

Assista também:

Qual é a chave para o sucesso?

Done a The Epoch Times

Cómo puede usted ayudarnos a seguir informando

¿Por qué necesitamos su ayuda para financiar nuestra cobertura informativa en Estados Unidos y en todo el mundo? Porque somos una organización de noticias independiente, libre de la influencia de cualquier gobierno, corporación o partido político. Desde el día que empezamos, hemos enfrentado presiones para silenciarnos, sobre todo del Partido Comunista Chino. Pero no nos doblegaremos. Dependemos de su generosa contribución para seguir ejerciendo un periodismo tradicional. Juntos, podemos seguir difundiendo la verdad.