Brasil fica em 3º em competição mundial de alunos de cursos técnicos

Por Léo Rodrigues, Agência Brasil
27 de Agosto de 2019
Actualizado: 27 de Agosto de 2019

O Brasil terminou em 3° lugar no rankinggeral de pontos da WorldSkills, a olimpíada mundial de profissões técnicas que ocorre a cada dois anos. Nesta edição do evento que ocorreu em Kazan, na Rússia, a delegação brasileira contou com 63 jovens, que conquistaram duas medalhas de ouro, cinco de prata, seis de bronze e 28 certificados de excelência.

Os resultados foram divulgados hoje (27). A competição envolveu quatro dias de provas em modalidades que reproduzem o dia a dia do mercado de trabalho. Ao todo, 1.354 jovens com até 22 anos representaram 63 países diferentes. O primeiro e o segundo lugar ficaram, respectivamente, com China e Rússia.

Dos 63 participantes brasileiros, 56 foram treinados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e o outros sete pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). “Entre os treinados pelo Senai, nós tivemos 73% conquistando medalhas ou diplomas de excelência técnica. É uma demonstração cabal da qualidade da nossa educação profissional”, avaliou Rafael Lucchesi, diretor-geral do Senai.

Entidades privadas sem fins lucrativos e de interesse público, o Senai e o Senac estão previstos na Constituição brasileira. São duas das nove instituições que formam chamado Sistema S e que existem por interesse de setores profissionais. Para financiar as atividades do Senai, há recolhimento de uma contribuição obrigatória junto às indústrias. No caso do Senac, o mesmo ocorre com empresas de comércio.

Segundo Lucchesi, o investimento do país na educação profissional tem potencial para melhorar a produtividade nacional, aumentar a competitividade das empresas e dar identidade social aos jovens. Ele defende uma política educacional que dê mais atenção ao ensino técnico e cita a Rússia, a China e a Coreia do Sul como referências.

“Há países com mais de 50% dos jovens fazendo educação profissional técnica junto com a educação regular”, afirma. De acordo com o diretor geral do Senai, no Brasil, esse percentual é de pouco mais de 10%. Apesar desse baixo índice, desde 2007, o país termina o WorldSkills entre os cinco melhores do mundo. A próxima edição da competição ocorrerá em 2021 e será sediada pela China.

Done a The Epoch Times

Cómo puede usted ayudarnos a seguir informando

¿Por qué necesitamos su ayuda para financiar nuestra cobertura informativa en Estados Unidos y en todo el mundo? Porque somos una organización de noticias independiente, libre de la influencia de cualquier gobierno, corporación o partido político. Desde el día que empezamos, hemos enfrentado presiones para silenciarnos, sobre todo del Partido Comunista Chino. Pero no nos doblegaremos. Dependemos de su generosa contribución para seguir ejerciendo un periodismo tradicional. Juntos, podemos seguir difundiendo la verdad.

TE RECOMENDAMOS