‘Gostaria que lembrassem de mim com esse rosto’: Karol Eller faz publicação após sofrer agressão brutal por homofobia

Por terça livre
17 de Diciembre de 2019 3:27 PM Actualizado: 17 de Diciembre de 2019 3:27 PM

A youtuber Karol Eller, de 32 anos, foi brutalmente espancada no último domingo, 15 de dezembro. A informação foi divulgada com exclusividade pelo jornalista Leo Dias, do Jornal de Brasília.

Assumidamente homossexual e apoiadora do presidente Jair Bolsonaro desde a campanha eleitoral, Karol foi vítima de um ataque homofóbico que deixou seu rosto completamente desfigurado.

O jornalista Leo Dias relata: “Karol estava em um quiosque na praia da Barra da Tijuca, acompanhada de sua namorada quando foi abordada por um homem, que, já de forma violenta, a questionou ’Como é que você consegue namorar um mulherão desses hein?’ [referência à namorada de Karol]”.

A provocação rapidamente se transformou na agressão brutal. “Covardemente, Karol foi atacada a socos e pontapés, e socorrida apenas pela namorada quando já estava desacordada. As duas foram se arrastando até um quartel do Corpo de Bombeiros, que ficava próximo”.

De Minas Gerais, Karol se mudou recentemente para o Rio de Janeiro, depois de ganhar um cargo na EBC (Empresa Brasil de Comunicação), que gere emissoras de rádio e televisão públicas federais.

“A amizade com a família Bolsonaro é tão grande que ela tem passe livre nos palácios do Planalto e da Alvorada, onde costuma gravar muitos vídeos com o presidente. Ela esteve no palanque presidencial no último dia 7 de setembro e pegou carona nos carros da Presidência. Aliás, o envolvimento com política também já rendeu outro episódio de violência a ela. Quando morava em Minas Gerais, Karol chegou a ser atacada por opositores ao presidente. Depois do novo ataque violento, desta vez por homofobia, a youtuber se recupera da violência em casa”, informa Leo Dias.

“Gostaria que lembrassem de mim com esse rosto”

Em sua conta no Instagram, Karol publicou uma foto sua antes da agressão. “Gostaria que vcs lembrassem de mim com esse rosto!”, escreveu. “Deus tá no comando de tudo. Agora estou sem condições de falar ou fazer vídeos explicando! Mas quando eu estiver bem eu volto pra falar com vcs! Obrigada a todos pelo suporte. Orem por mim”, acrescentou. 

Done a The Epoch Times

Cómo puede usted ayudarnos a seguir informando

¿Por qué necesitamos su ayuda para financiar nuestra cobertura informativa en Estados Unidos y en todo el mundo? Porque somos una organización de noticias independiente, libre de la influencia de cualquier gobierno, corporación o partido político. Desde el día que empezamos, hemos enfrentado presiones para silenciarnos, sobre todo del Partido Comunista Chino. Pero no nos doblegaremos. Dependemos de su generosa contribución para seguir ejerciendo un periodismo tradicional. Juntos, podemos seguir difundiendo la verdad.