Importante cidadão chinês pede a Trump que tome medidas contra ameaça da China

Guo também revelou que há uma intensa luta por trás da Lei de Direitos Humanos e Democracia de Hong Kong, pois diferentes grupos de interesse tentam impedir a aprovação final da lei ou alterá-la e enfraquecê-la
18 de Noviembre de 2019 Actualizado: 18 de Noviembre de 2019

Por Olivia Li, Epoch Times

O bilionário chinês exilado Guo Wengui, que com frequência faz denúncias em seu canal do YouTube sobre segredos importantes da China, disse em um de seus vídeos mais recentes que o governo dos EUA precisa agir de quatro maneiras simultâneas para conter a “invasão devastadora” da China comunista.

As quatro ações incluem desvincular-se da economia chinesa, a proteção de Taiwan e Hong Kong, a imposição de sanções contra grandes criminosos, incluindo aqueles que violam os direitos humanos, e a exigência de que o regime comunista chinês retire seu bloqueio na Internet: o Grande Firewall.

Em um vídeo publicado no YouTube em 21 de outubro, Guo disse que a China está tentando destruir os Estados Unidos através de ataques militares, competição econômica e invasão ideológica.

Leia também:
Interesses econômicos da China colidem com necessidades de segurança da Rússia na Ásia Central

“O Partido Comunista Chinês (PCC) tem expandido suas bases militares e plantado mísseis no Mar da China Meridional. Seu objetivo é atacar os Estados Unidos”, disse Guo. “Por meio de sua Iniciativa ‘Um Cinturão, Uma Rota’, a internacionalização da moeda chinesa, o Fórum China-África, o Consórcio ASEAN (Associação das Nações do Sudeste Asiático) e outras táticas, a China pretende substituir o dólar americano pelo yuan chinês como moeda internacional para destruir a economia dos Estados Unidos. Além disso, aproveitando o sistema de reeleição de ida e volta entre os partidos republicano e democrata dos Estados Unidos, a China planeja transformar os Estados Unidos em um país socialista e implementar ainda mais seu Plano Azul-Ouro-Amarelo (ADA) nos Estados Unidos.”

Guo explicou anteriormente que o azul representa a Internet, o ouro o dinheiro e o amarelo a sedução sexual. Segundo Guo, o regime chinês usava o bloqueio da Internet, dinheiro, sedução sexual ou uma combinação dos três para comprometer e controlar o povo e as instituições americanas.

Guo também indicou que o incidente com a empresa Huawei mostra que a tecnologia e os fundos do Plano ADA vieram principalmente dos Estados Unidos. Ou seja, alguns indivíduos nos Estados Unidos, por ganância e corrupção, ajudaram a promover o crescimento do regime comunista chinês, o “maior grupo criminoso da história da humanidade”.

Para combater a ameaça da China, Guo deu detalhes sobre as quatro coisas que o governo dos Estados Unidos terá que fazer.

Primeiro, desconecte-se completamente da China na parte econômica.

Segundo, se o PCC cometer qualquer agressão ilegal contra Taiwan ou Hong Kong, anuncie imediatamente que as duas regiões estão sob a proteção dos Estados Unidos, o que é urgentemente necessário para Hong Kong.

Terceiro, como o PCC está perseguindo praticantes do Falun Dafa, muçulmanos em Xinjiang, tibetanos, católicos e cristãos na China, os Estados Unidos devem impor sanções mais severas aos membros do PCC que tomaram as decisões e deram as ordens. O PCC perpetrou uma invasão cultural nos países ocidentais, estabelecendo os Institutos Confúcio, e causou um desastre financeiro nesses países ao manipular a Nasdaq e os fundos hedge. O governo dos Estados Unidos também deve impor sanções gerais nessas áreas.

Quarto, o governo dos Estados Unidos deve exigir que o PCC elimine seu bloqueio e censura à Internet. Guo enfatizou esse ponto em seu discurso.

“Enquanto o Grande Firewall existir, os cidadãos chineses não terão liberdade. Enquanto o Grande Firewall existir, os Estados Unidos e a China nunca poderão alcançar um relacionamento de igualdade. Enquanto o Grande Firewall existir, os cidadãos chineses terão seus direitos humanos negados. Enquanto existir o Grande Firewall, o povo chinês não saberá a verdade. ”

O povo chinês não acredita na perseguição constante contra os praticantes do Falun Dafa, os muçulmanos de Xinjiang, tibetanos e cidadãos de Hong Kong porque o Grande Firewall os impediu de obter informações verdadeiras. Guo disse: “Os americanos desenvolveram tecnologia de bloqueio da Internet. Se os americanos não impõem sanções ao Grande Firewall, isso constitui um crime.”

Guo também revelou que há uma intensa luta por trás da Lei de Direitos Humanos e Democracia de Hong Kong, pois diferentes grupos de interesse tentam impedir a aprovação final da lei ou alterá-la e enfraquecê-la.

TE RECOMENDAMOS