Jon Voight espera que inimigos de Trump possam ver que ele é o maior presidente deste século

Por MIMI NGUYEN LY
26 de Agosto de 2019 Actualizado: 26 de Agosto de 2019

O ator Jon Voight continua a expressar seu apoio ao presidente Donald Trump. O ator veterano de 80 anos postou no Twitter, em 18 de agosto, uma mensagem que mostrava a esperança de que aqueles que nutrem a ira de Trump possam ver que ele é o “maior presidente deste século”.

“Isso não é paz, isso não é amor. Isso é ódio entre a esquerda radical. Não há numero algum de eruditos que seja capaz de revelar a política resoluta que a verdade representa. A verdade é uma emoção poderosa”, disse ele em um vídeo postado no Twitter chamado“ mensagem de paz e amor de Jon Voight”.

“O amor é o que deveríamos votar e devo dizer que nós, o Partido Republicano, votamos pela renovação, por um lugar de segurança, uma comunidade onde todos possam ter paz”, disse ele.

Ele continuou dizendo que aqueles que se inclinam para a esquerda deixaram “uma emoção radical de ódio”, enquanto Trump defende “verdade, amor e justiça”.

“[A esquerda] tem ódio, é como um veneno, sem palavras de Deus, sem palavras de amor, mas uma emoção radical de ódio”, disse ele no vídeo. “Eu já disse isso muitas vezes e estou dizendo de novo: das verdades profundas do meu coração e alma, o Presidente Trump é um homem de verdade, amor e justiça do povo americano e também do povo do lugar sagrado. Israel”.

“Ele não apenas ama nosso país, os Estados Unidos da América, mas também ama o povo de todas as nações”, acrescentou.

Ele terminou sua mensagem pedindo orações pela paz e mais quatro anos de presidência de Trump.

“Vamos orar pela paz. Vamos orar por este país que o presidente Trump tenha mais quatro anos de força, devoção, conhecimento das verdades”, disse ele. “E diante de toda essa dúvida e de quem tem extremo ódio e raiva em relação ao presidente Trump – que a eles possa ser revelado de forma diferente, que o presidente Trump é o maior presidente deste século”.

“Vamos tomar posição pela liberdade e justiça para todos. Deus abençoe ”, concluiu ele.

Voight tem sido muito sincero sobre seu apoio ao presidente Trump e às políticas conservadoras em toda a sua presidência.

Em junho, Voight postou um vídeo no Twitter no qual ele se dirigiu a seus compatriotas americanos em uma mensagem chamando-os para apoiar Trump na eleição de 2020.

“Nossa nação é mais forte e mais sábia porque nós demos uma chance a um homem que se tornou o maior presidente. Tenho a honra de chamá-lo presidente Trump”, disse ele.

Em maio, Voight postou dois vídeos em que ele parecia estar se dirigindo àqueles que apóiam o presidente, lembrando-os de não serem “enganados pela esquerda política, porque somos o povo desta nação que está testemunhando o triunfo”.

 

Na época, Voight apelidou Trump de “o maior presidente desde Abraham Lincoln”.

A longa carreira de ator de Voight remonta aos anos 1960. Ele já atuou em mais de 90 diferentes papéis na televisão e no cinema.

Ele é mais conhecido por seus papéis no filme “Midnight Cowboy”, de 1969, e “Coming Home”, de 1978, pelo qual ganhou um Oscar em 1979. Ele também é quatro vezes vencedor do Globo de Ouro pela série de TV “Ray Donovan”.

Mais recentemente, ele estrelou o filme “Roe v. Wade”, que conta a história da conspiração não contada em torno de um dos casos mais controversos que a Suprema Corte enfrentou na memória recente.

Os repórteres do Epoch Times Janita Kan e Sarah Le contribuíram para esta reportagem.

De NTD News.

Siga Mimi no Twitter: @MimiNguyenLy

TE RECOMENDAMOS