Mãe arrasada publica foto de seu filho moribundo para alertar sobre o sobre o perigo do uso de opióides

Por JOCELYN NEO
13 de Octubre de 2019
Actualizado: 14 de Octubre de 2019

Uma mãe arrasada desabafou no Facebook depois de perder o filho devido a uma overdose de drogas. Ela espera que a foto poderosa, que mostra os últimos momentos dela e do filho juntos na cama do hospital, aumente a consciência sobre os perigos do fentanil.

Sherri Kent, de Calgary, Canadá, postou a foto junto com uma legenda em sua página no Facebook em abril de 2017. A foto comovente mostra ela deitada ao lado de seu filho moribundo, Michael, então com 22 anos, em sua cama de hospital, enquanto ele estava intubado e inconsciente após uma overdose.

Consciente de que o fentanil é o assassino número um no Canadá, Sherri espera alertar outros pais sobre os perigos dessa droga mortal.

“Meu filho não era viciado, cometeu um erro que lhe custou a vida. Eu só quero que todos estejam cientes da epidemia que está acontecendo hoje e que está matando 5 a 7 pessoas por dia em todas as cidades do Canadá ”, escreveu ela. “Está fora de controle e não há outra maneira de proteger nossos filhos disso, além de alertá-los sobre os perigos do uso de drogas hoje”.

اس پر ‏‎Sherri Kent‎‏ نے شائع کیا اتوار، 2 اپریل، 2017

A droga mortal, que é 50 vezes mais poderosa que a heroína e 80-100 vezes mais forte que a morfina, pode facilmente causar a morte, mesmo em pequenas doses.

Falando à CBC News, Sherri relembrou seus últimos momentos com o filho: “Eles arranjaram um lugar na cama para mim, onde eu podia dormir com meu filho e conversar com ele. Foi quando eu disse que ainda estava orgulhosa dele.

Ela também explicou que Michael e sua irmã estavam no meio de suas tarefas diárias quando conheceram um homem que lhes ofereceu drogas. Sua irmã o forçou a recusar, mas no dia seguinte ele saiu para encontrar o homem e levou as drogas para dentro de um banheiro, o que resultou em overdose e insuficiência cardíaca.

“[O outro homem] ficou muito chateado e desnorteado, deixando meu filho no banheiro”, disse Sherri.

“Cerca de 20 minutos depois, ele estava com muito medo de ver meu filho novamente … então ele correu para encontrar os donos da loja para abrir a porta e foi quando eles o encontraram. Ele já estava com os lábios azuis quando a ambulância chegou, ele havia tido uma parada cardíaca.

Michael foi mantido em suporte de vida após ter sido levado às pressas para o hospital. Sherri foi ao hospital ver o filho. Uma semana após uma overdose, em 21 de março de 2017, Michael faleceu após a remoção do seu suporte de vida.

“Foi uma das coisas mais difíceis com as quais tive que lidar na minha vida”, disse Sherri à CBC. “Acredite, foram os piores dias da minha vida.”

No post do Facebook, a mãe escreveu: “Perdi meu filho nessa horrível tragédia e quero que os pais tenham consciência de que isso pode acontecer com qualquer pessoa”.

Sherri também recomendou que qualquer pessoa que usasse drogas ou tivesse amigos que estivessem usando adquirisse um kit NARCAN, o que pode ajudar a evitar uma overdose. “Eles dão a você o tempo necessário para obter ajuda médica”, disse ele.

Em vez de comprar um kit NARCAN, basta dizer não ao fentanil e a todos as outras drogas. De acordo com dados do Centers for Disease Control and Prevention (CDC), as mortes por overdose de opioides sintéticos como o fentanil aumentaram de cerca de 29.000 em 2017 para mais de 32.000 em 2018.

*******

Assista também: 

A verdadeira vocação do CEO da Telecom

A verdadeira vocação do CEO da Telecom

A verdadeira vocação do CEO da Telecom

اس پر ‏‎Epoch Times – Sublime‎‏ نے شائع کیا جمعہ، 26 جولائی، 2019

 

Done a The Epoch Times

Cómo puede usted ayudarnos a seguir informando

¿Por qué necesitamos su ayuda para financiar nuestra cobertura informativa en Estados Unidos y en todo el mundo? Porque somos una organización de noticias independiente, libre de la influencia de cualquier gobierno, corporación o partido político. Desde el día que empezamos, hemos enfrentado presiones para silenciarnos, sobre todo del Partido Comunista Chino. Pero no nos doblegaremos. Dependemos de su generosa contribución para seguir ejerciendo un periodismo tradicional. Juntos, podemos seguir difundiendo la verdad.

TE RECOMENDAMOS