Medo de avião? Veja dicas de como superar a fobia

Piloto e apresentador do canal Aero - Por Trás da Aviação mostra que voar é um meio de transporte extremamente seguro
Por Defesanet
14 de Octubre de 2019 Actualizado: 14 de Octubre de 2019

Números da Aviation Safety Network (ASN) – organização holandesa que monitora acidentes aéreos desde 1996 – revela que 2018 foi o terceiro ano mais seguro da história da aviação comercial.

Ao todo, foram 15 acidentes aéreos com 556 vítimas fatais, ou seja, um acidente fatal a cada 2,52 milhões de voos. Porém, apesar desses dados, a segurança aérea ainda é muito questionada e milhares de pessoas ainda sofrem com o medo de voar.

De acordo com Fernando De Borthole, piloto e apresentador do Aero – Por Trás da Aviação, é comum apresentar alguma fobia ao embarcar em uma aeronave, mas o que poucas pessoas sabem é que existem maneiras de superar esse medo ou até mesmo conviver com ele sem atrapalhar a rotina.

“Conhecer o universo da aviação e suas curiosidades é a melhor forma de evitar transtornos durante os voos. É interessante saber como os aviões funcionam, quais os mecanismos e procedimentos de segurança, a evolução da aviação e as estatísticas de acidentes no setor. A união dessas informações faz com que os usuários se sintam seguros e confiantes”, explica.

Para amenizar o medo durante o voo, o piloto destaca algumas dicas importantes que farão a viagem de avião menos tensa:

– Entenda como os aviões funcionam – Nada como saber um pouquinho sobre o funcionamento das aeronaves para entender que dificilmente uma turbulência irá derrubar um avião. Também é importante identificar que alguns barulhos, como o trem de pouso baixando, fazem parte dos procedimentos do voo. Vale destacar que as aeronaves foram projetadas para enfrentar situações muito piores do que as que elas vão encontrar durante um voo;

 – Estatísticas – De acordo com o Conselho Nacional de Segurança dos EUA, a chance de uma pessoa morrer em um acidente de carro é de 1 em 112, enquanto num acidente de avião esse número sobe para 1 em 8.357. Ou seja, viajar de avião é seguro!

 – Turbulências – São normais durante os voos e podem ser comparadas a “buracos” na via em viagens de automóvel. Turbulência nada mais é do que a movimentação do ar devido a diferença de temperatura e pressão das moléculas de ar, gerando correntes que “balançam” o avião;

– Foque no objetivo da viagem – Na maioria das vezes, as viagens são motivadas por lazer e com o objetivo de conhecer novos lugares e culturas. Mesmo quando viajamos a trabalho é por um bom motivo: congresso, eventos ou reuniões importantes. Pense em coisas positivas e relaxe;

– “Drible” seu cérebro – Às vezes, nosso cérebro nos engana, pois ele não está programado para voar por não interpretar certos movimentos e ações de forças G. Quando estamos em um ambiente fechado e sem referência externa, como é o caso de um avião, qualquer pequeno movimento pode ser interpretado pelos nossos sentidos como algo muito maior. Uma leve turbulência, que mexe um metro o avião, pode parecer 10 em nossos sentidos, amplificando a reação humana a certos movimentos. Quem tem medo de voar, esses pequenos movimentos podem potencializar uma fobia. Saber disso ajuda a controlar qualquer receio;

– Pilotos capacitados –Não é simples ter licença para conduzir um avião. Uma dica é conhecer sobre os rigorosos treinamentos dos pilotos e os requisitos necessários para que eles possam voar. Assim se tem a certeza de que estará voando com um comandante altamente preparado. Importante também saber que cada acidente que ocorre na aviação é estudado incansavelmente para melhorar os processos e evitar que novos aconteçam;

 – Evite álcool e cafeína – Como são substâncias estimulantes, elas potencializam o medo. Além disso, elas desidratam o organismo e podem piorar ainda mais o desconforto;

 – Distraia-se – Entretenimento é uma ótima opção para tirar o foco do medo e se concentrar em outra atividade. Manter a mente ocupada é fundamental!

“Seguindo essas dicas é possível relaxar e aproveitar as comodidades de uma viagem de avião e ainda se interessar cada vez mais por esse universo apaixonante”, finaliza Fernando.

TE RECOMENDAMOS