Trump: ‘Venezuela não tem ido bem desde que se tornou um país socialista ou pior que isso’

"A Venezuela era um país rico há 15 anos, 20 anos atrás. Era como um país realmente rico e agora eles não têm água, não têm comida"
Por Anastasia Gubin, Epoch Times
10 de Enero de 2020 Actualizado: 10 de Enero de 2020

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, respondeu a repórteres na Casa Branca se ele estaria disposto a tomar outras ações voltadas para a Venezuela e se ele achava que o país não está indo bem.

“Bem, eu nunca pensei que tudo ficaria bem. A Venezuela não tem se saído bem desde que se tornou um país socialista ou pior do que isso”, disse Trump, de acordo com um relatório da Casa Branca em 9 de janeiro.

“Então, nunca esperei que tudo desse certo”, acrescentou.

Leia também:
Maduro condena ataque dos EUA a seus aliados iranianos

Trump lembrou a situação econômica que a Venezuela tinha no passado, quando era considerada um país rico.

“Vamos observar o que acontece com a Venezuela. Eles estão indo mal. Quero dizer, há um ótimo caso – quando digo que este país nunca será uma nação socialista, existe um ótimo caso. Era um país rico há 15 anos, 20 anos atrás. Era como um país realmente rico e agora eles não têm água, não têm comida.

“Estamos fornecendo muita comida para eles. Estamos fornecendo muita água”, afirmou o presidente.

Trump enfatizou que resolver a situação “não leva um período de tempo (…) eu só estou aqui há um período relativamente curto. Veremos o que acontece”.

Diante da insistente pergunta se ele está preparado para fazer qualquer outra coisa ou mudar a estratégia, ele respondeu “eu não diria isso” e insistiu na prioridade de ajudar as pessoas.

“Temos uma boa estratégia, que é cuidar das pessoas. Estamos ajudando as pessoas. A Colômbia está ajudando muitas pessoas. Alguns [países] da região estão ajudando as pessoas”, disse Trump.

“Nós… acho que estamos fazendo um bom trabalho. Eles têm um sistema que, neste momento, está muito destruído. Vamos ver o que acontece”, concluiu o presidente.

O regime chavista foi estabelecido na Venezuela em 1999 com eleições democráticas. Após a morte de Hugo Chávez, Nicolás Maduro assumiu o poder após controvertidas eleições em 2013.

Depois que o regime de Maduro perdeu as eleições parlamentares em 2015, ele criou em 2017 uma Assembleia Nacional Constituinte para tentar substituir a Assembleia Nacional (AN) com um Poder Executivo de oposição legalmente constituído em 5 de janeiro de 2016 e válido até 5 de janeiro de 2021.

Maduro proclamou-se presidente em um novo mandato em 10 de janeiro de 2019, após eleições não organizadas pela Assembleia Nacional (AN) de maneira democrática; portanto, em 23 de janeiro de 2019, o presidente da AN, Juan Guaidó, foi proclamado presidente interino da Venezuela.

Segundo Guaidó, sua missão é promover o “fim da usurpação”, seguido de um governo de transição e novas eleições presidenciais democráticas para o país. Depois de um ano e de um êxodo de mais de 5 milhões de venezuelanos desde 2017, a ditadura de Maduro persiste.

TE RECOMENDAMOS