Adolescente acorda da morte e afirma que viu Jesus; médicos não encontram explicação

"Em nossa sociedade, não gostamos de pensar no que acontecerá conosco depois da morte"
Por Daksha Devnani e Daniel Cameron, Epoch Times
04 de Septiembre de 2019 9:27 AM Actualizado: 04 de Septiembre de 2019 9:27 AM

As experiências de quase morte (EQM) não são incomuns, assim como as experiências paranormais que as acompanham. Esta é a experiência de um adolescente do Texas, que foi declarado morto pelos médicos e que milagrosamente recuperou os sinais vitais. Quando ele acordou, disse que havia visto Jesus.

Zack Clements, então com 17 anos, era um saudável jogador de futebol americano da Brownwood High School, Texas, que desmaiou de repente em 5 de maio de 2015, enquanto corria durante a aula de educação física, no campo dos Warriors Feild. Seus colegas de classe e o treinador tentaram revivê-lo fazendo ressuscitação cardiopulmonar (RCP), mas ele não apresentou batimentos cardíacos durante 20 minutos.

“A situação foi uma das mais graves que eu já vi”, disse Gary Bay, diretor da Christian High School e ex-membro voluntário da equipe de ambulâncias, à revista People.

Zack foi imediatamente levado a um hospital, onde os médicos tentaram revivê-lo, mas a situação não parecia nada boa. Quando os médicos estavam prestes a declará-lo morto, seu pulso voltou. O adolescente foi rapidamente levado ao centro médico infantil em Fort Worth, Texas, onde recuperou a consciência somente após três dias.

Os médicos se perguntavam como Zack conseguiu sobreviver sem oxigênio e sem batimentos cardíacos por tanto tempo.

Logo depois que Zack acordou, ele contou ter visto Jesus.

“Enquanto fiquei inconsciente nesses 20 minutos, vi um homem com cabelos compridos e barba grossa e não demorou muito para perceber que era Jesus”, disse ele à CBS Dallas-Fort Worth.

“Aproximei-me dele e ele colocou a mão no meu ombro e me disse que tudo ficaria bem e que eu não deveria me preocupar”, acrescentou.

O jovem, que iria comemorar seu aniversário de 17 anos no dia em que o incidente aconteceu, disse à People: “Desde que aconteceu, me sinto mais forte”.

A Dra. Lisa Roten, cardiologista que ajudou a cuidar de Zack, acreditou em sua história e disse: “Em nossa sociedade, não gostamos de pensar no que acontecerá conosco depois da morte”.

“É algo muito incômodo. Mas alguém que não está clinicamente morto ou que não estava nessa situação não pode dizer o que Zack viu ou não viu. Ele é alguém que, por 20 minutos, não tinha batimentos cardíacos”, acrescentou.

Billy Clements, pai de Zack, disse que, embora alguns possam achar a história de seu filho difícil de acreditar, toda a família acredita que foi um milagre divino.

“Conseguir acordar e depois nos dizer que experimentou algo assim é algo que não se pode explicar. Não é humanamente possível explicá-lo”, disse à CBS.

Teresa Clements, mãe de Zack, também expressou seus sinceros agradecimentos: “Estou feliz que Você tenha decidido devolver meu bebê pra mim”.

Por estar muito surpresa com o que o filho viu, ela gravou sua revelação. “Ele disse que viu uma fila de anjos e que no meio estava a coisa mais maravilhosa, Jesus”, compartilhou Teresa.

Embora o renascimento do adolescente tenha intrigado os médicos, eles também ficaram perplexos com o motivo de Zack ter parado de respirar.

Depois de toda essa experiência, Zack se sentiu muito impressionado. Ele disse: “Acho que podemos dizer que toda essa experiência me fez uma pessoa mais humilde. Estou feliz por estar aqui”.

Done a The Epoch Times

Cómo puede usted ayudarnos a seguir informando

¿Por qué necesitamos su ayuda para financiar nuestra cobertura informativa en Estados Unidos y en todo el mundo? Porque somos una organización de noticias independiente, libre de la influencia de cualquier gobierno, corporación o partido político. Desde el día que empezamos, hemos enfrentado presiones para silenciarnos, sobre todo del Partido Comunista Chino. Pero no nos doblegaremos. Dependemos de su generosa contribución para seguir ejerciendo un periodismo tradicional. Juntos, podemos seguir difundiendo la verdad.