Deputada distribui 10 mil livros contra Ideologia de Gênero em resposta a Felipe Neto

Parlamentar mandou distribuir livro escrito por Isac Silva
Por Michael Caceres, Gospel Prime
20 de Septiembre de 2019
Actualizado: 20 de Septiembre de 2019

A deputada estadual Clarissa Tércio, do Partido Social Cristão (PSC) de Pernambuco, decidiu distribuir 10 mil livros contra a Ideologia de Gênero, como uma resposta à ação do youtuber Felipe Neto, que distribuiu livros de conteúdo LGBT na Bienal do Rio de Janeiro.

O livro “Macho Nasce Macho, Fêmea Nasce Fêmea – Desmascarando a Falácia da Ideologia de Gênero”, escrito por Isac Silva, será distribuído gratuitamente pela deputada.

Felipe Neto decidiu distribuir os livros depois da ordem do prefeito Marcelo Crivella, do Rio de Janeiro, de recolher livros impróprios, com temática LGBT, que estavam sendo expostos de forma irregular na Bienal.

Crivella passou a ser acusado pela grande mídia de promover censura, supostamente por não querer que as crianças vissem dois personagens homossexuais se beijando.

Clarissa destacou que sua ação tem o objetivo de dar uma resposta à ação do youtuber, mas distribuindo livros em Pernambuco.

“Já que Felipe Neto distribuiu 10 mil exemplares com livros em que se exalta essa temática, a Ideologia de Gênero, o relacionamento homossexual para enganar as nossas crianças, nós também vamos fazer algo aqui em Pernambuco. Vamos distribuir 10 mil livros por todo o território pernambucano”, anunciou.

A parlamentar explicou que o livro escolhido promove uma conscientização sobre as mentiras da Ideologia de Gênero, refutando a temática.

Done a The Epoch Times

Cómo puede usted ayudarnos a seguir informando

¿Por qué necesitamos su ayuda para financiar nuestra cobertura informativa en Estados Unidos y en todo el mundo? Porque somos una organización de noticias independiente, libre de la influencia de cualquier gobierno, corporación o partido político. Desde el día que empezamos, hemos enfrentado presiones para silenciarnos, sobre todo del Partido Comunista Chino. Pero no nos doblegaremos. Dependemos de su generosa contribución para seguir ejerciendo un periodismo tradicional. Juntos, podemos seguir difundiendo la verdad.

TE RECOMENDAMOS