Direita dobra de tamanho e se torna 3ª maior força política na Espanha

Na região de Murcia, no sudeste do país, o Vox, que é liderado por Santiago Abascal, foi o partido mais votado, e na Andaluzia, no sul e a mais povoada e que distribui mais postos no Congresso, só ficou atrás do PP
Por Noticia de agencia
11 de Noviembre de 2019
Actualizado: 11 de Noviembre de 2019

O partido direitista Vox tornou-se a terceira maior bancada política no Congresso dos Deputados da Espanha ao conseguir 52 cadeiras nas eleições gerais deste domingo (10) no país, 29 a mais do que havia obtido no último pleito, em abril.

Com 99,54% dos votos apurados, o Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) garantia a vitória no pleito com 120 dos 350 assentos em disputa na câmara baixa do Parlamento, mas sem a maioria para formar o governo sem depender de alianças – que estão cada vez mais difíceis de serem alcançadas em um país com cenário político cada vez mais fragmentado.

O conservador Partido Popular (PP) aparecia em segundo, com 87 cadeiras, e a coalizão de esquerda Unidas Podemos era a quarta colocada, obtendo 35.

Leia também:
Polônia expulsa neonazista sueco que buscava treinamento paramilitar

Na região de Murcia, no sudeste do país, o Vox, que é liderado por Santiago Abascal, foi o partido mais votado, e na Andaluzia, no sul e a mais povoada e que distribui mais postos no Congresso, só ficou atrás do PP.

O porta-voz do Comitê de Campanha do Vox, o eurodeputado Jorge Buxadé, comemorou o resultado e afirmou que mostra que a Espanha que o partido quer representar “se põe de pé”.

Criado em 2003 a partir de uma dissidência do PP, o Vox tinha a quinta maior bancada no Congresso, com 24 deputados conquistados na eleição de abril. Na ocasião, recebeu 2,676 milhões de votos, contra apenas 47,1 mil no pleito anterior, de 2016. Desta vez, segundo a reta final da apuração, conseguirá mais de 3,6 milhões.

Done a The Epoch Times

Cómo puede usted ayudarnos a seguir informando

¿Por qué necesitamos su ayuda para financiar nuestra cobertura informativa en Estados Unidos y en todo el mundo? Porque somos una organización de noticias independiente, libre de la influencia de cualquier gobierno, corporación o partido político. Desde el día que empezamos, hemos enfrentado presiones para silenciarnos, sobre todo del Partido Comunista Chino. Pero no nos doblegaremos. Dependemos de su generosa contribución para seguir ejerciendo un periodismo tradicional. Juntos, podemos seguir difundiendo la verdad.

TE RECOMENDAMOS