Homem condenado por pedofilia é achado morto dentro de prisão na Inglaterra

Por EFE
14 de Octubre de 2019 4:05 PM Actualizado: 14 de Octubre de 2019 4:05 PM

Londres, 14 out (EFE)- O britânico Richard Huckle, condenado por abuso sexual de menores na Malásia, foi achardo morto com diversos ferimentos feitos por arma branca dentro da cela em que estava preso, em penitenciária localizada na cidade de York, na Inglaterra, conforme veiculou a imprensa do Reino Unido nesta segunda-feira.

O homem, de 33 anos, recebeu 22 vezes a pena perpétua, após confessar 71 acusações de violência sexual contra menores com idades de seis meses a 12 anos, em 2006 e 2014. De acordo com as investigações, foram mais de 200 violentados.

Nos computadores de Huckle, foram encontrados 20 mil arquivos de imagem em vídeo, em que ele aparecia cometendo os abusos e que foram compartilhados com outros pedófilos na chamada ‘dark web’.

Os investigadores detectaram que, no momento da detenção, em 2014, o homem estaria elaborando um “manual de pedofilia”, que pretendia divulgar online.

De acordo com as primeiras informações obtidas sobre a morte de Huckle, ele foi agredido dentro da cela, na prisão de Full Sutton, em caso que está sendo investigado pelas autoridades locais.

Done a The Epoch Times

Cómo puede usted ayudarnos a seguir informando

¿Por qué necesitamos su ayuda para financiar nuestra cobertura informativa en Estados Unidos y en todo el mundo? Porque somos una organización de noticias independiente, libre de la influencia de cualquier gobierno, corporación o partido político. Desde el día que empezamos, hemos enfrentado presiones para silenciarnos, sobre todo del Partido Comunista Chino. Pero no nos doblegaremos. Dependemos de su generosa contribución para seguir ejerciendo un periodismo tradicional. Juntos, podemos seguir difundiendo la verdad.