Irmã de George Michael é encontrada morta no dia de Natal

Por EFE
27 de Diciembre de 2019 11:37 PM Actualizado: 27 de Diciembre de 2019 11:37 PM

Melanie Panayiotou, a irmã de 55 anos do falecido cantor britânico George Michael, morreu inesperadamente em 25 de dezembro, apenas três anos depois do músico, anunciou a família na sexta-feira através de seu advogado, John Reid.

Segundo a mídia britânica, Melanie foi encontrada morta no dia de Natal por sua irmã mais velha, Yioda, em sua casa no bairro londrino de Hampstead.

Michael, cujo nome verdadeiro era Georgios Kyriacos Panayiotou, morreu aos 53 anos em 25 de dezembro de 2016 por causas naturais, embora durante sua vida ele tivesse passado por vários problemas de saúde e drogas.

Em um comunicado, Reid confirma que Melanie “morreu de repente” e pede que a privacidade da família seja respeitada “nesses momentos tristes”.

A Polícia Metropolitana de Londres informou que foi à casa de Hampstead na quarta-feira às 19:35 após receber uma ligação do serviço de ambulâncias sobre “a morte súbita de uma mulher na casa dos cinquenta anos”.

O Met disse que a morte “não é considerada suspeita” e pediu para aguardar o relatório de rotina do tribunal forense.

Nos dias anteriores ao terceiro aniversário da morte do co-fundador da dupla Wham!, sua família havia postado uma mensagem em seu site dizendo aos fãs para continuarem “fazendo boas ações em sua memória”.

Done a The Epoch Times

Cómo puede usted ayudarnos a seguir informando

¿Por qué necesitamos su ayuda para financiar nuestra cobertura informativa en Estados Unidos y en todo el mundo? Porque somos una organización de noticias independiente, libre de la influencia de cualquier gobierno, corporación o partido político. Desde el día que empezamos, hemos enfrentado presiones para silenciarnos, sobre todo del Partido Comunista Chino. Pero no nos doblegaremos. Dependemos de su generosa contribución para seguir ejerciendo un periodismo tradicional. Juntos, podemos seguir difundiendo la verdad.