Liberdade chegará à China comunista, diz comissário para a Liberdade Religiosa

Bauer disse que os praticantes do Falun Gong, uma prática de meditação pacífica e outros seguidores da fé são responsáveis ​​por restaurar a liberdade na China
Por NTD NEWSROOM
12 de Diciembre de 2019 10:09 PM Actualizado: 13 de Diciembre de 2019 10:09 AM

Os legisladores dos Estados Unidos estão mostrando seu apoio aos direitos humanos na China, discutindo um movimento popular que envolve mais de 3,4 milhões de pessoas.

O movimento começou em 2004, quando o povo chinês começou a deixar o Partido Comunista Chinês (PCC) publicando declarações em sites no exterior com a ajuda de voluntários. O objetivo não é derrubar o partido, mas romper laços com ele e rejeitar seus atos de violência.

“Esse é um grande movimento, possui uma grande parte da população na China”, disse o deputado Steven Arnold King (R-Iowa), político e ex-empresário. “Com certeza, é maior do que a população dos Estados Unidos , por isso dizem ‘ter tido o suficiente do comunismo'” . Ele também disse que os recentes protestos a favor da democracia em Hong Kong incentivarão o povo da China, controlado pelos comunistas, a defender seus direitos.

“Em Hong Kong haverá uma quantidade maior de liberdade que conquistará seu lugar, e isso inspirará mais e mais pessoas em todo o continente chinês a dar um passo adiante e exigir seus direitos”, disse King.

O comissário dos Estados Unidos, Gary Lee Bauer, disse estar confiante de que, embora a situação dos direitos humanos na China seja sombria agora, a ditadura cairá e a China algum dia terá liberdade de crença.

Gary Bauer habla durante la sesión informativa de 2007 del Consejo de Investigación de la Familia
Gary Bauer fala durante o briefing de 2007 do Family Research Council em Washington, em 19 de outubro de 2007 (Brendan Smialowski / Getty Images)

“O sol nascerá na China comunista, a liberdade chegará à China comunista”, disse Bauer. “Algum dia as pessoas poderão orar em paz e segurança e seguir seus corações e almas na China comunista antiga”.

Leia também:

Bauer disse que os praticantes do Falun Gong, uma prática de meditação pacífica e outros seguidores da fé são responsáveis ​​por restaurar a liberdade na China. Ele disse que a Comissão dos Estados Unidos para a Liberdade Religiosa Internacional (USCIRF) continuará a denunciar as violações dos direitos humanos do Partido Comunista Chinês.

*************

Assista também:

A história de Amy Yu

Done a The Epoch Times

Cómo puede usted ayudarnos a seguir informando

¿Por qué necesitamos su ayuda para financiar nuestra cobertura informativa en Estados Unidos y en todo el mundo? Porque somos una organización de noticias independiente, libre de la influencia de cualquier gobierno, corporación o partido político. Desde el día que empezamos, hemos enfrentado presiones para silenciarnos, sobre todo del Partido Comunista Chino. Pero no nos doblegaremos. Dependemos de su generosa contribución para seguir ejerciendo un periodismo tradicional. Juntos, podemos seguir difundiendo la verdad.