Macron, Di Caprio e outras celebridades publicam fotos dos incêndios na Amazônia que descobriu-se serem falsas

"Sr. Macron, a Amazônia não produz 20% do oxigênio do planeta. Segundo, a foto que usou é muito antiga, de anos atrás, isso hoje em dia se chama 'fake news' e NÃO ajuda a Amazônia. Por último, mas não menos importante, você tem 22% de aprovação na França, conserte sua casa primeiro”
Por Tom Ozimek, Epoch Times
27 de Agosto de 2019 Actualizado: 27 de Agosto de 2019

O presidente francês Emmanuel Macron está entre aqueles que compartilharam fotos das queimadas na floresta amazônica que mais tarde foram descobertas como falsas.

Imagens gráficas de incêndios florestais – não relacionadas ao atual incêndio na bacia amazônica, exceto pelo fato de retratarem vividamente a queima de árvores – estão se tornando virais depois de terem sido compartilhadas por pessoas famosas com alcance excepcional nas plataformas das redes sociais.

A foto twittada por Macron em 22 de agosto foi encabeçada com uma nota energética que chamou os incêndios de “crise internacional”.

“Nossa casa está queimando. Literalmente. A floresta amazônica – os pulmões que produzem 20% do oxigênio do nosso planeta – está em chamas. É uma crise internacional. Membros da Cúpula do G7, vamos discutir essa emergência de primeira ordem daqui a dois dias!”

No entanto, a foto foi tirada por Loren McIntyre, um fotógrafo que morreu em 2003, segundo a publicação Mother Jones.

Madonna, Leonardo DiCaprio, Jaden Smith, o tenista sérvio Novak Djokovic e o jogador de futebol português Cristiano Ronaldo compartilharam fotos comoventes, embora mal aplicadas.

Falando para seus 34,5 milhões de seguidores do Instagram, DiCaprio escreveu em 22 de agosto: “Os pulmões da Terra estão pegando fogo. A Amazônia brasileira – lar de 1 milhão de indígenas e 3 milhões de espécies animais – está queimando há mais de duas semanas seguidas. Houve 74.000 incêndios na Amazônia brasileira desde o início deste ano, um aumento impressionante de 84% em relação ao mesmo período do ano passado (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Brasil).”

O ator ganhador do Oscar incluiu uma foto que, segundo a Wayback Machine, foi tirada pelo fotógrafo Mohsin Kazmi em dezembro de 2015.

View this post on Instagram

#Regram #RG @rainforestalliance: The lungs of the Earth are in flames. 🔥 The Brazilian Amazon—home to 1 million Indigenous people and 3 million species—has been burning for more than two weeks straight. There have been 74,000 fires in the Brazilian Amazon since the beginning of this year—a staggering 84% increase over the same period last year (National Institute for Space Research, Brazil). Scientists and conservationists attribute the accelerating deforestation to President Jair Bolsonaro, who issued an open invitation to loggers and farmers to clear the land after taking office in January.⁣ ⁣ The largest rainforest in the world is a critical piece of the global climate solution. Without the Amazon, we cannot keep the Earth’s warming in check. ⁣ ⁣ The Amazon needs more than our prayers. So what can YOU do?⁣ ⁣ ✔ As an emergency response, donate to frontline Amazon groups working to defend the forest. ⁣ ✔ Consider becoming a regular supporter of the Rainforest Alliance’s community forestry initiatives across the world’s most vulnerable tropical forests, including the Amazon; this approach is by far the most effective defense against deforestation and natural forest fires, but it requires deep, long-term collaboration between the communities and the public and private sectors. ✔ Stay on top of this story and keep sharing posts, tagging news agencies and influencers. ⁣ ✔ Be a conscious consumer, taking care to support companies committed to responsible supply chains.⁣ Eliminate or reduce consumption of beef; cattle ranching is one of the primary drivers of Amazon deforestation. ✔ When election time comes, VOTE for leaders who understand the urgency of our climate crisis and are willing to take bold action—including strong governance and forward-thinking policy.⁣ ⁣ #RainforestAlliance #SaveTheAmazon #PrayForAmazonia #AmazonRainforest #ActOnClimate #ForestsResist #ClimateCrisis 📸: @mohsinkazmitakespictures / Windy.com

A post shared by Leonardo DiCaprio (@leonardodicaprio) on

Cristiano Ronaldo, estrela do futebol, compartilhou uma imagem produzida há 6 anos, no Instagram com seus 181 milhões de seguidores, escrevendo: “A floresta amazônica produz mais de 20% do oxigênio do mundo e está queimando nas últimas 3 semanas. É nossa responsabilidade ajudar a salvar nosso planeta.”

A imagem compartilhada por Ronaldo foi tirada por um fotógrafo da Getty Images em 2013, relata Mother Jones.

As verificações feitas por Mother Jones, Agence France-Presse e outras publicações revelaram que muitas das fotos compartilhadas pelas estrelas vieram de outros incêndios, incluindo incêndios na Califórnia e na Índia.

“Todas as fotos virais do incêndio na Amazônia são falsas”, escreveu Ben Dreyfuss, diretor editorial da Mother Jones. “Mas quando apontamos, as pessoas enlouquecem conosco e nos dizem que se amamos tanto o fogo, devemos nos casar com ele. Decidimos não casar com os incêndios e, em vez disso, encontramos algumas fotos reais que eles podem compartilhar.”

“Existem incêndios muito reais na Amazônia e eles merecem mais cobertura, mas há um grande problema com esta campanha viral: a maioria das fotos que afirmam mostrar os incêndios é falsa”, disse o artigo da Mother Jones.

Madonna, Djokovic e Smith compartilharam uma foto que mostra um incêndio na floresta amazônica. A AFP observou, no entanto, que a imagem foi tirada em 1989. A agência escreveu que “as celebridades estão divulgando informações erradas sem querer”.

Uma celebridade que está resistindo à tendência é a medalha de bronze no vôlei, Ana Paula Henkel, que representou seu Brasil natal em quatro Jogos Olímpicos.

“Sr. Macron, a Amazônia não produz 20% do oxigênio do planeta”, ela escreveu em resposta ao tweet de Macron. “Segundo, a foto que usou é muito antiga, de anos atrás, isso hoje em dia se chama ‘fake news’ e NÃO ajuda a Amazônia. Por último, mas não menos importante, você tem 22% de aprovação na França, conserte sua casa primeiro.”

TE RECOMENDAMOS