Menina de três anos toma pílula para esquizofrenia que recebeu enquanto pedia doces no Halloween

Por MARIANA BUENDIA
03 de Noviembre de 2019 Actualizado: 04 de Noviembre de 2019

Uma pequena menina australiana de três anos de idade engoliu uma pílula para a esquizofrenia que recebeu da sacola de doces, enquanto comemorava o Halloween com a mãe. A mãe apavorada levou-a imediatamente ao hospital na noite de 31 de outubro.

Abbey Van Der Spuy, uma garota originalmente de Bacchus Marsh, Melbourne, Austrália, saiu com sua família para pedir doces de porta em porta, como muitas crianças naquela data. Sua mãe, Tara Roge, que a acompanhava o tempo todo, percebeu algumas horas depois que sua filha estava começando a ter sintomas estranhos, informou o Daily Mail.

Her mum thought she was choking, then noticed a packet of tablets.

اس پر ‏‎UNILAD‎‏ نے شائع کیا جمعہ، 1 نومبر، 2019

 

Robe disse que sua filha disse que ela havia comido algo “nojento”, enquanto a menina começou a apresentar “sintomas de estar drogada e começou a ficar com os pés cambaleantes”, disse a mulher ao 9 News de acordo com a Unilad.

Enquanto seguiam a rota, a menininha desmaiou de repente no meio da rua. A mãe encontrou uma sacola com zíper em seu pote de doces, com 5 ou 6 comprimidos de um medicamento, com o nome escrito.

Aproximadamente às 20 horas, a mulher chamou uma ambulância e Abbey foi imediatamente internada no Hospital Sunshine local.

“Eu pensei que ele iria morrer”, disse Roge ao 7 News. “Eles eram comprimidos e eu não sabia o que era. Poderia ter sido horrível”.

O medicamento ingerido, chamado Seroquel, é usado para tratar esquizofrenia e bipolaridade. Este tipo de medicamento em certas doses pode ser realmente fatal para uma menina de 3 anos.

Sua mãe acredita que a ação em relação à menina foi intencional. “Ela me deu o saquinho com os comprimidos dentro e eu disse: ‘Eles não parecem doces”, disse Robe ao Newshub.

Durante a transferência, a criança estava inconsciente. “Enquanto eu estava na ambulância […] eu simplesmente não conseguia acordá-la”, disse a mãe ao se lembrar do terrível momento.

Leia também:

Uma vizinha, Eva Savov-Tancev, que testemunhou os eventos, disse que havia uma atmosfera de tensão e pressa por parte dos paramédicos, que disseram à mãe: “Temos que sair agora”, informou a mesma mídia.

Quanto às investigações, não está claro como as pílulas chegaram ao balde de Halloween da garota. A polícia de Victoria está acompanhando o caso, embora o tratem como um incidente “isolado”, já que não foram recebidos relatos de casos semelhantes na área, informou o Daily Mail.

Enquanto isso, a mãe de Abbey quer impedir que outras famílias passem pela mesma situação e que algo semelhante não aconteça com seus filhos.

Felizmente, a criança já está estável e logo voltará para casa para continuar sua rotina.

*****

Superando o autismo – a história de Brady

TE RECOMENDAMOS