Recém-nascido morre desidratado porque sua mãe estava amamentando sem perceber que não tinha leite

Por Jesús de León
23 de Agosto de 2019 Actualizado: 23 de Agosto de 2019

Uma mãe nos Estados Unidos perdeu seu filho recém-nascido porque não conseguia amamentar mesmo quando o bebê passava horas em seu seio, mas ela não sabia que não estava produzindo leite.

Jillian Johnson levou cinco anos para compartilhar a história da morte de seu filho, Landon. Ela ficou muito abalada depois de perdê-lo e também sentia medo de ser julgada.

Agora, Johnson disse ao blog, Fed Is Best, sobre como Landon morreu de desidratação apenas alguns dias após seu nascimento.

Jillian Johnson e seu marido ficaram muito animados com a chegada do bebê. Eles foram às consultas de pré-natal e se prepararam para dar o melhor de si, especialmente sobre a questão da amamentação.

“Nós estávamos prontos! Ou então nós pensávamos estar… todas as aulas e livros foram voltados para a amamentação e como é importante se você quiser uma criança saudável”, disse ela no site da Fed is Best.

Com o nascimento do pequeno Landon, a mãe o colocou imediatamente no peito como os especialistas haviam recomendado e seguiu as instruções dos livros que havia consultado, conforme a Parents.com.

https://www.facebook.com/parentsmagazine/posts/10157528207626182

“Landon estava no meu peito, o tempo todo. Os consultores de lactação chegaram e viram que ‘ele tinha uma boa aderência e estava bem’, mas eles mencionaram que eu poderia ter problemas para produzir leite. A causa que eles apontaram foi a minha síndrome dos ovários policísticos – explicou Jillian.

Mas Landon chorava o tempo todo. “Ele chorava a menos que estivesse no peito e eu comecei a amamentar continuamente”, disse Johnson.

Durante seu primeiro dia de vida, o pequeno Landon passou nove horas preso no peito da mãe, no entanto, após 24 horas, o menino havia perdido dez por cento do seu peso. Os especialistas disseram que geralmente é normal.

Mas Johnson estava preocupada porque pensava que o recém-nascido não estava recebendo leite suficiente.

New mamas, fed is best. Don't ever doubt it.

تم النشر بواسطة ‏‎For Every Mom‎‏ في الاثنين، ١ أبريل ٢٠١٩

Como Johnson disse em seu post, Landon “estava morrendo de fome, literalmente”. Menos de 12 horas depois que os novos pais saíram com o filho do hospital (ele tinha menos de três dias), o bebê sofreu uma parada cardíaca por desidratação.

Jillian nunca percebeu que seu bebê não estava ingerindo leite e nem os especialistas.

Depois disso, o bebê esteve na unidade de terapia intensiva neonatal conectado ao suporte de vida durante vários dias.

“O melhor conselho que um médico da UTIN me deu enquanto eu estava no suporte de vida, é que o peito é o melhor, mas continue com a mamadeira”, disse Johnson, acrescentando: “Dessa forma, você saberá que seu bebê comeu o que o suficiente.”

“Se eu pudesse voltar no tempo”, lamentou a mãe, e o bebê Landon acabou morrendo depois de vários dias lutando no suporte de vida.

Rachel Prete, pediatra do Hospital Infantil Arnold Palmer, em Orlando, descreveu o que aconteceu com Landon como “extremamente raro”. Ela explicou ao Parents.com, que os bebês recém-nascidos se desenvolvem mesmo com quantidades mínimas de leite ou colostro.

O colostro é um líquido grosso e concentrado, geralmente de cor amarela e frequentemente aparece durante o final da gravidez.

“As mães devem conseguir extrair um pouco de colostro à mão … basta uma colher de chá (ou 5 mililitros) para cada refeição”, disse o pediatra.

Por outro lado, na maioria dos casos, médicos, enfermeiros e consultores de lactação podem ajudar as novas mães a superar os muitos desafios da amamentação, incluindo a baixa oferta de leite.

Prete disse que existem vários sinais que podem alertar quando um bebê está desidratado ou mal alimentado, incluindo que a mãe não pode extrair colostro ou leite materno, ou quando o bebê mostra sinais de fome e nunca fica satisfeito, como choro inconsolável e quando o bebê não suja as fraldas e perde peso rapidamente.

Prete explicou que é normal que os recém-nascidos desejem ficar presos no peito o tempo todo e ficam irritados, no entanto, eles também devem ter períodos de tranquilidade e sono.

TE RECOMENDAMOS