São Paulo terá festival de Fórmula 1 com homenagem a Senna em novembro

O F1 Festival - Senna Tribute ocorrerá no dia 9, uma semana antes do GP do Brasil
Por Diário do Poder
21 de Octubre de 2019
Actualizado: 21 de Octubre de 2019

Seguindo o padrão de grandes eventos esportivos, a Fórmula 1 também conta com seu festival voltado para fãs. O F1 Festival foi criado para entreter os admiradores da principal competição de automobilismo do mundo. No próximo dia 9, o evento será em São Paulo e homenageará o tricampeão Ayrton Senna.

Segundo a F1, o evento é parte importante de uma série de atividades lideradas pela Heineken para celebrar o legado do piloto em 2019. O F1 Festival – Senna Tribute será realizado no Parque Ibirapuera, das 12h às 18h, no fim de semana anterior a realização do Grande Prêmio do Brasil.

Entre as atividades, os fãs poderão ver modelos de equipes atuais da Fórmula 1, como Mercedes-AMG Petronas Motorsport e a Renault F1 Team. Os pilotos Esteban Gutierrez, da montadora alemã, e o brasileiro Caio Collet, da francesa, irão rodar por ruas da capital paulista a bordo dos bólidos.

Além deles, o bicampeão mundial de Fórmula 1, Emerson Fittipaldi, e o ex-piloto da Ferrari, Felipe Massa — ídolo e fã do tricampeão — se juntarão à celebração dirigindo os carros históricos de Senna.

Eles darão aos fãs uma chance muito rara de ver o Toleman TG184, o carro de estreia de Senna em 1984, e o icônico Lotus 97T preto e dourado que o levou à sua primeira vitória na F1 em 1985, em alta velocidade por São Paulo.

Além das demonstrações de velocidade, o evento terá um show com a banda Meduza, além de atividades especiais, incluindo corridas virtuais de F1 e desafios de pit stop.

Done a The Epoch Times

Cómo puede usted ayudarnos a seguir informando

¿Por qué necesitamos su ayuda para financiar nuestra cobertura informativa en Estados Unidos y en todo el mundo? Porque somos una organización de noticias independiente, libre de la influencia de cualquier gobierno, corporación o partido político. Desde el día que empezamos, hemos enfrentado presiones para silenciarnos, sobre todo del Partido Comunista Chino. Pero no nos doblegaremos. Dependemos de su generosa contribución para seguir ejerciendo un periodismo tradicional. Juntos, podemos seguir difundiendo la verdad.

TE RECOMENDAMOS