Oliver Stone afirma que Nicolás Maduro, Castro e Ortega ‘são pessoas boas demonizadas’

Por ANASTASIA GUBIN
12 de Diciembre de 2019
Actualizado: 12 de Diciembre de 2019

O diretor de cinema americano Oliver Stone disse quarta-feira em Buenos Aires que Raúl Castro, Nicolás Maduro e Daniel Ortega, três representantes de ditaduras na América, são “pessoas boas”.

“São pessoas boas que foram demonizadas pela mídia ocidental”, disse Stone, de acordo com a agência Efe, tornando invisíveis todos os relatórios internacionais sobre as vítimas de seus regimes.

Stone emitiu as declarações em um ato em que a Universidade Metropolitana de Educação e Trabalho (UMET), criada em 2013 durante o governo de Cristina Fernández, entregou a ele o doutorado “honoris causa” por sua carreira como diretor, produtor e roteirista .

Em seu discurso político e populista, o cineasta disse que “só vejo notícias da RT, a rede russa, acredito mais do que a mídia americana que é pura propaganda”.

Ele então recordou sua visita ao falecido Fidel Castro em 1986, sua visita à Colômbia e outros países do Caribe.

Leia também:

A mídia russa RT sempre mostrou um viés a favor dos regimes marxistas da América. A RT expressa, por exemplo, que Evo Morales foi deposto de seu país em um golpe de estado, apesar de ter publicado anteriormente o vídeo de sua renúncia.

“Estou dividido entre norte e sul, venho do norte, mas sempre volto ao sul e me envolvo”, afirmou o americano.

Pelo menos três documentários de Stone mostram sua proximidade com o falecido ditador cubano Fidel Castro, de acordo com a Cibercuba: Comandante, de 2003, Looking for Fidel y Castro in winter, de 2012. Ele também se mostrou a favor de Hugo Chávez em Al sur de la frontera, de 2009.

A distinção “honoris causa” da UMET, uma universidade criada por organizações sindicais, foi concedida anteriormente ao controverso ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado em terceira instância por corrupção e lavagem de dinheiro, a Evo Morales, acusado pela OEA de manipulação de seu governo contando votos nas últimas eleições presidenciais, o ao ex-guerrilheiro uruguaio e ex-presidente José Mujica e ao líder do partido espanhol Podemos, Pablo Iglesias.

Oliver Stone chega à cerimônia de premiação do 15º Festival de Cinema de Zurique na Ópera em 5 de outubro de 2019 em Zurique, Suíça (Foto de Thomas Niedermueller / Getty Images para ZFF)
Oliver Stone chega à cerimônia de premiação do 15º Festival de Cinema de Zurique na Ópera em 5 de outubro de 2019 em Zurique, Suíça (Foto de Thomas Niedermueller / Getty Images para ZFF)

Oliver Stone participou da celebração na Plaza de Mayo, em Buenos Aires, na terça-feira, após a posse do novo presidente da Argentina, o peronista Alberto Fernández.

Entre os participantes convidados para a cerimônia de comando estavam o representante de Castro, Miguel-Díaz-Canel, Jorge Rodríguez, ministro de Comunicação do regime Maduro, e o ministro das Relações Exteriores Denis Moncada, representando Ortega.

Done a The Epoch Times

Cómo puede usted ayudarnos a seguir informando

¿Por qué necesitamos su ayuda para financiar nuestra cobertura informativa en Estados Unidos y en todo el mundo? Porque somos una organización de noticias independiente, libre de la influencia de cualquier gobierno, corporación o partido político. Desde el día que empezamos, hemos enfrentado presiones para silenciarnos, sobre todo del Partido Comunista Chino. Pero no nos doblegaremos. Dependemos de su generosa contribución para seguir ejerciendo un periodismo tradicional. Juntos, podemos seguir difundiendo la verdad.

TE RECOMENDAMOS